EM 1946, MAIS PRECISAMENTE NO DIA 26 DE MAIO, ATRAVÉS DE ASSEMBLÉIA CONVOCADA PELO SR. LUIZ FERRAZ DE MESQUITA, FUNDADOR DA CIDADE E PREFEITO MUNICIPAL, COM A FINALIDADE DE SE CONSTRUIR A IRMANDADE DA SANTA CASA DE MISERICÓRDIA DE LUCÉLIA, CONVOCOU 43 MUNÍCIPES E NESSA OPORTUNIDADE FORAM ELEITOS 10 DELES PARA COMPOREM A 1ª DIRETORIA DA IRMANDADE QUE ASSIM FICOU COMPOSTA:

CargoNome
ProvedorManoel Freitas Cayres
Vice ProvedorLeonel de Souza Barros
1º SecretárioAdroealdo José de Menezes
2º SecretárioSantiago Gonçalves Lopes
1º TesoureiroJosé Pagnozzi
2º TesoureiroAmadeu Deminski
SuplenteLuiz Ferras de Mesquita
SuplenteMilton de Camargo Neves
Comissão CientíficaDr. José Fontão de Souza
Comissão CientíficaThomas Aquino soa Santos Abreu

DURANTE OS MESES QUE SEGUIRAM, INICIOU-SE CAMPANHAS PARA COLETA DE DONATIVOS, REALIZAÇÃO DE QUERMESSES, RIFAS, LIVRO DE OURO; COM OBJETIVO DE SE DAR INICIO À CONSTRUÇÃO DO PRÉDIO DO 1º PAVILHÃO HOSPITALAR DA SANTA CASA DE LUCÉLIA, QUE FOI CONSTRUÍDO NA QUADRA DE Nº 52 DESTA CIDADE, TERRENO ESTE DOADO PELA SRA. CECÍLIA FERRAZ DE MESQUITA, COM UMA ÁREA DE 16.554 m²

INAUGURAÇÃO E POSSE ONDE FOI CELEBRADO UMA MISSA PELA ENTIDADE.

RELAÇÃO DOS IRMÃOS

ADORAMA BRAGA DE QUEIROZADILSON SANTOS CAMPONÊSALVARO RIBEIRO CARDOSOANA MARIA J. P. LLORCAANICE CHADEANÍSIO DE QUEIROZ
ANTONIO JOAQUIM GONÇALVESANTONIO DA SILVA ARRUDAAPARECIDO DEMÉTRIO RAPACCICARLOS ALBERTO DA FONSECACARLOS ALBERTO TAKEYCARLOS ANANIAS C. DE SOUZA
CATARINA HERNANDES AUDICÉLIA APARECIDA G. BEDORICELSO FIORINOCHAIM AMADEU DEMISCKICÍCERO FERREIRA CARDOSOCLÓVIS MARTINS ELIAS
CLÓVIS PRADO GALUPPOCYNIRA DE GODOY CHADEDANIR MICALI HUNBIGERDARCI GARCIA RIBEIRODAVID PRADO GALUPPODIOGENES PINTO BRAGA
DIRCEU GASPAROTTOEDILIA BASPTISTÃO DA SILVAEDITH GAMA CARDOSOEDSON LUIS PASCHOALOTTOEURICO JOAO PELOSOFRANCISCO A. M. DOS SANTOS
HAROLDO BARROS PINHEIROHENRY ANTONIO B. HETTEHENRY ANTONIO HETTEHENRIQUE PERES PIOVISANAJAN HADDADJOÃO BAPTISTA SILVEIRA MARTINS
JOÃO MANOEL GONÇALVESJOÃO SALÚJORGE HIDEIUKI SAITOJORGE TSUCASSA OKASAKIJOSÉ ALDAIR PEREIRAJOSÉ ANTHERO C. PELOSO
JOSÉ CARLOS MOLENAJOSÉ CLÁUDIO RONCAJOSÉ LUIS CARDOSOJOSÉ MARIA RAPACCIJOSÉ ROBERTO FERNANDESJOSÉ SILVEIRA CUNHA MARTINS
JURACCI RAPACCIKANJ MOHAMED NAUFALLAIKMIE ALICE HADDADLEONICE DE MOURA OKASAKILEONILDO MICALI JUNIORLOURIVAL GUILHERMINO DA SILVA
LUCINDA AGOSTINHO VACCARILUIS CARLOS TAZZINAZZIOMAGALY MANGILLI LENTINIMANOEL LOPES NETOMÁRCIO LUIZ GASPAROTTOMARIA AYLZA T. RAPACCI
MARIA DE LOURDES RAPACCI PELOSOMARIA DO CARMO M. RAPACCIMARIA FÁTIMA O. F. DE FONSECAMARIA RIALTO SAITOMARIA SILVA P. G. MARTINSMARISA FATIMA C. DE SOUZA
MAURO HAKIHARU OSHIMAMARILENE VIANA GONÇALVESMAXIMILIAN GOTTFRIED HUNBINGERMILTON ANTONIO GASPAROTTOMOACYR PACHECO DUARTENIVALDO TOMAZELLA
OSMAR ROSSI DE ARRUMAOSVALDO ANTONIO FERREIRAOSVALDO CEZAR PEREIRAOSVALDO GOMES AGUIARPASCHOAL MILTON LENTINIPEDRO BARBIERI
PRIMO BARBIERIREGIS ANTONIO ADASRICARDO F. LLORCARITA DE CÁSSIA D. GASPAROTTOROGÉRIO PASCHOALOTTORONALDO BARRANCOS
ROSEMARY AP. S. DUARTESANDRA MARA A. BAUMGARTNERSIDNEY ALZIDIO PINTOSUZANA PRADO G. MARTINSSÉRGIO P. GALUPPO FILHOTHOMAZ CRISTOPH BAUMGARTNER
VALDIR LOPESWALTER DE BRITO

A ENTIDADE É REGIDA POR ESTATUTO PRÓPRIO E O MESMO FOI REGISTRADO EM 17 DE OUTUBRO DE 1946, NO LIVRO A, FLS 7 E 8, SOB O REGISTRO Nº. 07, TENDO ACONTECIDO ALTERAÇÃO DOS ESTATUTOS EM 24 DE OUTUBRO DE 1994, AVERBADA SOB O Nº. 11 NO CARTÓRIO DE IMÓVEIS E ANEXOS DESTE MUNICÍPIO, TABELIÃO INTERINO DIDIER MANSANO.

EM 30/11/2005 AVERBADO SOB O       Nº. 18 À MARGEM DO REGISTRO 007 NO LIVRO DE REGISTRO CIVIL DE PESSOA JURÍDICA HOUVE ALTERAÇÕES DO ESTATUTO DEVIDO A MUDANÇA DOS SEGUINTES ARTIGOS:

ARTIGO 50º – PARÁGRAFO ÚNICO – TODAS AS RENDAS, RECURSOS E EVENTUAL RESULTADO OPERACIONAL SERÃO INTEGRALMENTE APLICADOS NO TERRITÓRIO NACIONAL E NA MANUTENÇÃO E NO DESENVOLVIMENTO DE SEUS OBJETIVOS INSTITUCIONAIS.

ARTIGO 51º – PARÁGRAFO ÚNICO – A ENTIDADE SERÁ DISSOLVIDA QUANDO SE TORNAR IMPOSSÍVEL A CONTINUAÇÃO DE SUAS ATIVIDADES, O QUE SÓ PODERÁ ACONTECER POR DECISÃO DA ASSEMBLEIA GERAL EXTRAORDINÁRIA ESPECIALMENTE CONVOCADA.

ARTIGO 57º – EM CASO DE EXTINÇÃO DA IRMANDADE, O PATRIMONIO REVERTERÁ PARA OUTRA ENTIDADE CONGÊNERE, DE FINS FILANTRÓPICOS DE LUCÉLIA QUE ESTAJA REGISTRADA NO CONSELHO NACIONAL DE ASSISTÊNCIA SOCIAL, A CRITÉRIO DA ASSEMBLÉIA DE EXTINÇÃO.

FOI DECLARADA DE UTILIDADE PÚBLICA MUNICIPAL EM 06/05/1965, SOB O Nº. 783, UTILIDADE PÚBLICA ESTADUAL EM 21/05/1973 SOB O Nº. 102 E UTILIDADE PÚBLICA FEDERAL LEI Nº. 71.619 EM 26/12/1972.

RECONHECIDA PELO SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL (CEBAS’s) TÍTULO DE ENTIDADE FILANTRÓPICA EM 24/02/1953.

A ENTIDADE FOI ADMINISTRADA PELOS IRMÃOS BENEMÉRITOS, ATÉ O DIA 05 DE SETEMBRO DE 1996,QUANDO POR FALTA DE RECURSOS E APOIO, VEIO A ROMPER O CONVENIO COM O SISTEMA ÚNICO DE SAÚDE (SUS)

 

INTERVENÇÃO 

O PREFEITO ANTÔNIO PERNOMIAN EM 29 DE AGOSTO DE 1996 DECRETOU INTERVENÇÃO NA IRMANDADE DA SANTA CASA DE MISERICÓRDIA DE LUCÉLIA, COM A FINALIDADE DE PRESERVAR O CONVÊNIO COM O SISTEMA ÚNICO DE SAÚDE (SUS), NOMEANDO-SE O SR. BENEDITO LUIZ DE SOUZA, INTERVENTOR ONDE TOMOU POSSE NO  06 DE SETEMBRO DE 1996.

1º Interventor: Benedito Luiz Braga de Souza
Mandato: 06/09/1996 a 31/12/2004



Noticias

Importante: Este site faz uso de cookies que podem conter
informações de rastreamento sobre os visitantes.